Preenchimento facial para rugas

O Implante Facial ou Preenchimento

As técnicas que proporcionam um rejuvenescimento facial mais saudável evoluíram com o passar dos anos e hoje os resultados são ainda mais naturais, bem como os preenchimentos – caracterizados pelo aumento de volume de tecido, sem cortes e sem próteses.

Como é realizado?

Uma substância biocompatível é injetada na pele ou no subcutâneo para preencher rugas e sulcos, regularizar imperfeições, harmonizar assimetrias de volume, realçar traços de beleza e juventude em uma técnica minimamente invasiva. Os implantes podem ser permanentes, semi-permanentes e temporários, a indicação depende da área tratada e do padrão de envelhecimento do paciente.

Quais são as indicações?

São utilizados para preencher lábios, olheiras, dar volume às maçãs do rosto, corrigir dorso e ponta do nariz, redefinir mandíbula, corrigir sulcos faciais, rugas superficiais e profundas, tratar cicatrizes deprimidas e dar volume às mãos envelhecidas.

E quanto ao procedimento?

O procedimento é realizado no consultório com anestesia local, tornando-se indolor; o efeito é imediato, com aumento do volume da região preenchida. Algum inchaço sobrevém após algumas horas e dura até 3 dias, podendo ser realizado em única sessão, ou em sessões subsequentes, conforme indicação médica.

Há contra-indicações?

Gestantes ou durante a amamentação, pacientes em uso de anticoagulantes e com doenças autoimunes em atividade não devem fazer. Existem várias substâncias usadas no preenchimento, como o ácido hialurônico, o polietilenoglicol (PEG), a hidroxiapatita de cálcio, o polimetilmetacrilato, entre outros. Cada uma tem suas particularidades e tempo de durabilidade diferente.

Qual o preenchedor mais seguro?

ácido hialurônico ( Juvederm, Perfectha, Rennova, Restylane, Surgiderm, Teosyal…) é considerado um dos produtos mais seguros para a realização do preenchimento cutâneo e, por isso, tem sido o mais utilizado dos preenchedores. Apesar de ser produzido em laboratório, o ácido hialurônico é um componente natural da derme(segunda camada da pele), não causa alergias e, por isso dispensa testes prévios.

Qual a duração?

A duração do preenchimento varia de 6 a 12 meses em média, podendo durar um tempo maior. O produto a ser aplicado, deve ser legalizado e aprovado pelo Ministério da Saúde. O procedimento só pode e deve ser feito por médicos especializados.   É importante esclarecer com eles o melhor preenchedor para cada caso, a indicação de cada um, quanto pode haver de melhora, a duração do resultado, a limitação de outros procedimentos e outros fatores.

Dra. Christiane Venske de A. Azambuja
Médica pós- graduada em Dermatologia e em Medicina Estética pela ASIME/ IAAM- ISBRAE – Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande.